Ligue para Matuto: 81.9918.9456 / 8790.3018 ou centraldenoticiasdegravata@hotmail.com

MICROPIGMENTAÇÃO DE SOBRANCELHAS: SOBRE A TÉCNICA

quinta, 24 de maio de 2018

Um método maravilhoso de preenchimento das sobrancelhas, que corrige as falhas, deixando com aparência super natural. Na hora de fazer é bom procurar saber se o profissional é qualificado, se os materiais são de qualidade, tudo para que o resultado seja satisfatório. A depilar trabalha com os melhores produtos e com uma profissional qualificada, para mais informações entre em contato pelo fone: 3533.3095 ou na Rua Lamartine de Farias Castro - 258 (próximo ao Make Tudo).

COMO É FEITA
Realizada através de um aparelho chamado demógrafo, possui agulhas em sua extremidade, e consiste na aplicação de pigmento antialérgico na pele. Na aplicação vai ficar bem escurinha, depois de alguns dias começa o processo de descamação da derme, logo após o produto já começa a agir e os resultados já são notados, porém é necessário a volta para que seja feito os retoques de possíveis falhas.

QUEM PODE FAZER?
Quem possui falhas, cicatrizes ou pelo nenhum na região. O profissional irá determinar o formato de cada rosto, pois cada um tem um indicado. Antes de iniciar você irá vê o desenho e se aprovado começar a transformação.

TIPOS DE MICROPIGMENTAÇÃO
*FIO A FIO
A mais natural possível  e também uma das mais pedidas. Os fios são desenhados na mesma espessura e direção dos pelos já existe.

*ESFUMADA
Um desenho mais nublado, um efeito semelhante ao do lápis essa técnica é pra quem gosta de manter a sobrancelha bem marcada, pra quem todos os dias só sai se maquiar, é ideal pra reforças a cor.

DÓI?
Não. A dor sentida é quase nada, pequena. Mas mesmo assim, é usadas pomadas anestésicas.

CUIDADOS
Depois do processo passa 3 dias sem lavar o local, sem pegar sol, evitar alguns alimentos, evitar coçar ou usar qualquer tipo de maquiagem em cima.

QUANTO TEMPO DURA?
Apesar de ser chamada de sobrancelha definitiva, a técnica não dura pra sempre, dura em média 2 anos.

Desenvolvido por Augusto Correia